4 Motivos que te levam à procrastinação

Por que é tão difícil começar algo novo?


O ano novo começou e, com ele, as expectativas, os planos e as perspectivas de mudanças. Realmente muita gente traça metas e planos para o ano que se inicia, mas muitos não conseguem alcançá-los, se desanimam e interrompem as coisas pela metade.

Ao hábito de adiar atividades que precisam ser feitas, damos o nome de "procrastinação". Ela já é uma velha conhecida, responsável por fazer muitas pessoas perderem os prazos, deixarem tudo para a última hora, se atrasarem ou, até mesmo, acabarem por desistir de seus objetivos, vivenciando muita frustração e sentimento de fracasso.

Por que a procrastinação acontece?

Partimos do princípio de que cada pessoa é única e de que cada ser humano tem razões diferentes baseadas em sua história e no momento atual de suas vidas para não conseguirem levar um plano adiante. Porém, é possível arriscar algumas causas da procrastinação e sugerir algumas pequenas mudanças que podem ajudar a melhorar esse quadro. Antes de partir para a mudança, porém, sugiro uma autorreflexão para que você possa identificar se uma dessas coisas acontece com você:


1 – Perfeccionismo:

Muitas pessoas são extremamente exigentes consigo mesmas. Obviamente cada um que se propõe a fazer algo, deseja fazer bem, não receber críticas e ter um resultado satisfatório com seu trabalho. No entanto, algumas pessoas elevam tanto o nível de cobrança que se torna humanamente impossível alcançar o objetivo. Assim, de tanto planejar fazer algo extremamente perfeito (e difícil de conseguir) o procrastinador adia tanto que acaba não fazendo nada.


2 – Medo de Fracassar:

Gostar de receber críticas, ninguém gosta. O ideal seria fazer suas atividades com perfeição, ficar satisfeito e receber muitos elogios! Que mundo perfeito!

Infelizmente, nem sempre, as coisas acontecem assim. Dependendo do que nos propomos a fazer, encontramos muitos desafios e dificuldades e acabamos não agradando a todos à nossa volta. E quando isso acontece, é preciso estar preparado para ouvir críticas e avaliar em que é possível melhorar.

Se uma atividade não foi feita da forma esperada e os resultados não foram bons, a sensação de fracasso pode vir à tona. Lidar com as próprias limitações não é uma coisa muito fácil de fazer, ela é, em geral, bastante angustiante. É possível que o medo do fracasso seja inconsciente e para evitar críticas vindas dos outros e até mesmo (ou principalmente) de si, a pessoa que procrastina encontra um álibi para justificar seu desempenho ruim. É como se, sem perceber, a pessoa se atrasasse tanto para realizar uma tarefa que acabasse por realizá-la de maneira incompleta ou insuficiente, mas se utilizasse dessa falta de tempo para não ter que lidar com seu insucesso: “Meu trabalho só não ficou bom porque tive pouco tempo para realizá-lo, ele não representa meu real potencial”. E assim, por medo do fracasso, o procrastinador se vê evitando começar coisas novas ou deixando-as para o último momento.


3 – Não ver sentido na tarefa ou não se identificar com ela:

Outro motivo que leva muitas pessoas a adiarem a realização de tarefas é não ver sentido nelas ou não se identificar com o que tem de ser feito. Se a tarefa que você tem para fazer não faz sentido nenhum, é muito provável que você não veja por que realizá-la e se sinta muito desanimado se for obrigado a fazê-la. É muito melhor fazer coisas que estejam alinhadas com seus valores e com seus objetivos, se não for assim, vai bater uma "preguicinha" mesmo...


4 – Alívio em adiar alguma coisa difícil de fazer:

A tarefa ou o plano que você traçou é muito difícil? Em geral, a dificuldade em fazer algo pode fazer com que você desanime ou adie o que precisa ser feito. Nós, seres humanos tão complexos, somos movidos a recompensas. Quando fazemos algo, queremos obter satisfação imediata, de preferência. Mas, nem sempre as coisas acontecem desse jeito. Algumas vezes é preciso trabalhar duro para começar a ter pequenos resultados somente lá na frente. Se isso estiver acontecendo, pode ser que a procrastinação te pegue de jeito. Afinal, deixar pra lá algo muito chato ou difícil de fazer traz uma satisfação muito mais instantânea do que o trabalho árduo para conseguir algo só daqui a algum tempo. O alívio em não ter que fazer algo ruim é impagável (mesmo que se saiba que esse adiamento não vai poder durar pra sempre). É preciso ter clareza a respeito dos desafios a serem enfrentados para que o desânimo não bata e você possa vislumbrar seus objetivos a longo prazo, dando um passo de cada vez.



Espero que essa tentativa de identificar as causas da procrastinação tenha clareado um pouco as suas ideias e trazido alguma inspiração para a mudança! Em breve, lanço um novo texto dando dicas para lidar melhor com ela!

É claro que as profundezas do inconsciente nos levam a atos que nos prejudicam sem sequer nos darmos conta. Com todo mundo é assim, mas um psicólogo, por meio de um processo mais aprofundado – a psicoterapia – pode ajudar a desvendar essas razões e pensar em alternativas para conviver com esses conflitos de maneira muito mais criativa e saudável. Não deixe de buscar um se sentir que é preciso!




Parar de Procrastinar
33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo